Batida Salve Todos

10 filmes para assistir nas férias (e 2 para não assistir)!

90% das pessoas que decidiram começar o ano fazendo regime, já desistiram. As que resolveram fazer exercício ou se alimentar saudavelmente, provavelmente também já mudaram de ideia.

Mas não eu! Minha resolução de ano novo era assistir mais filmes e, desde que 2012 começou, já assisti mais películas do que durante 2011 todo. Sério.

Posso me considerar uma filmemaníaca, versão fim do mundo. Sei lá, vai que essa porra acaba mesmo. Não dá para chegar ao apocalípse (edição Maias X Nostradamus) sem ter assistido aos melhores (e piores) exemplares da sétima arte.

Confesso que só consegui a façanha de ver tantos filmes graças a expertise virtual tabajaras do meu filho adolescente! Nada como ter um teenager por perto para te ensinar a baixar o TORRENT (programa para baixar filmes, para quem é analfabeto virtual, como eu) e explicar que o melhor site de procura de filmes para download é o www.isohunt.com (fica a dica).

Munida de todos esses aparatos tecnológicos da nossa vida capitalista moderna, fui para o google pesquisar as lista dos melhores filmes de 2010 e 2011 (sim, eu estava com, pelo menos, dois anos de atraso). Mas, os sites e blogs de filmes com o TOP  10 para as férias só tem lista de títulos infantis. Tipo: “só criança tira férias, vai trabalhar vagabunda!”.

Mas, insistente e persistente (tá sem job diga), fucei a rede até achar filmes interessantes e baixar TODOS.

Aqui, segue a lista dos 10 filmes que indico e dois que desindico (sim, eu invento palavras)!

Lars Von Trier é meu queridinho desde a época do Dogma 95 (manifesto onde ele pregava o fim dos filmes com orçamentos artonômicos). Era estilo um Glauber Rocha moderno: uma câmera na mão e uma ideia na cabeça. E ideia é uma coisa que Von Trier tem! Mesmo depois de ele ter feito a merda de dizer, no último festival de Cannes, que “entendia Hitler” (o que fez ele ser expulso do evento), eu continuo gostando dos filmes do cara.

MELANCOLIA – Já falei dele por aqui e, provavelmente a maioria das pessoas já assisttu. É lindo e comovente. Fala do planeta Melancholia, que vai colidir com a Terra. Mas fala, principalmente, da malancolia dentro de todos nós. Filme 5 estrelas. Do tipo que o mundo não pode acabar antes do você assitir!

ANTICRISTO - Tenho certeza absoluta que a expressão “cinema desconforto” foi inventada depois deste filme. É o tipo da película que faz você se mexer na cadeira o tempo todo. É lindo mas dá aflição. É comovente mas dá agonia. Um confusão de sentimentos e imagens tão grande que você não pode deixar de assistir. Fala da perda de um filho, de terapia, de superação e da loucura que todo mulher tem.

É, somos loucas, caras colegas, e Von Trier adora lembrar isso!

Com a lua passando por  Câncer, que segundo minha amiga e astróloga particular, Lu Borges, faz todo mundo chorar, chorei litros com estes dois filmes.

E, olhe que não sou do tipo chorona. Sério.

BEAUTIFUL BOY - Fala da perda de um filho, o que já faz a pessoa começar a chorar antes mesmo dos créditos iniciais. Mas, não bastasse a tragédia familiar, o filho em questão é um daqueles serial killers americano que, antes de se matar atira nos amigos da escola. Já ouvimos histórias assim nos telejornais internacionais mas o fato é que ninguém se pergunta o que acontece com os pais de uma criatura dessas! Fala-se do monstro assassino, das vítimas inocentes mas, nada sobre os pais. Esse filme fala! Vale o download.

Neve Let Me Go (Não Me abandone jamais) – ganhou até Oscar (o que não significa muita coisa e sempre me deixa com o pé atrás.) Sei lá, acho que se os americanos , os mesmo que se acham donos do mundo, gostaram, deve ser uma porcaria. Às vezes me engano. Desta vez me enganei ao quadrado. O filme é lindo e triste. O roteiro é futurista e mostra uma realidade alternativa. Se fosse parar nas mãos de um George Lucas da vida, ia parecer uma ficção daquelas impossíveis de acontecer na vida real. Mas, como foi dirigido por Alex Garland, a ideia de criarem crianças com o objetivo de se tronarem doadoras de orgãos no início da fase adulta, parece absolutamente plausível. O filme fala de amor e morte com a mesma intensidade e importância. Merece estrelinha no caderno (mesmo tendo sido aclamado pelos americanos).

Alguns filmes são bons. Outros são bonitos (esteticamente falando) e nem precisam ser tão bons assim. Valem pelo exercício imagético. Valem pela beleza.

Quando junta beleza com um roteiro bom (não extraordinário, mas bom), vale o download.

Sleeping Beauty – A bela adormecida do filme é uma universitária que se prostitui para complementar sua renda. Num desses trabalhos, ela aceita ser drogada para que, enquanto dorme, os clientes possam aproveitar da sua beleza (sem ela saber o que acontece). A ideia é boa, a atriz é boa, as cenas são bonitas. O filme, que tinha tudo para ser bom, não é lá nenhuma obra de arte. É chato às vezes, repetitivo às vezes. Mas é bonito. Ponto, parágrafo.

The Tree Of Life – tem Brad Pit no elenco (o que faz valer o download automaticamente). Imagens e mais imagens (com pouquíssimos diálogos) belíssimas mostram o começo do mundo e o surgimento da vida. Em alguns momentos você pode jurar que está assistindo um documentário da Discovery Channel sobre o Big Bang ou algo do tipo. Aí, de vez em quando, aparece Brad e sua família pra te lembrar que é um filme. Cheio de citações da bíblia, a película fala do fim do mundo, do amor e desentendimentos em família, de tristeza e de morte. Tudo junto misturado, com direito a uma cena com dinossauro e explosões de estrelas. Confuso, mas bonito.

I LOVE WOODY ALLEN! Juro que vou fazer uma camiseta assim, declarando meu amor ao cineasta!

Meia Noite em Paris – Eu, provavelmente era, até então, a única pessoa do sistema solar que ainda não tinha assistido o filme mais falado e comentado de 2011. AMEI. Não só por ser um filme de Woody Allen, mas por falar de literatura e mostrar Paris como poucos filmes mostraram. Quando acabou, eu queria largar tudo e virar escritora em Paris. Se não assistiu, vá na locadora AGORA ou vá para o isohunt imediatamente.

You will Meet a Tall Drak Stranger (Você vai conhecer o homem da sua vida) – Esse é um filme mais típico de Allen. Divertido, ele fala dos nossos dramas do dia a dia de maneira leve e inteligente. Um mistura de personagens e loucuras tão parecidas com as nossas prórpias loucuras. Estrelinha no caderno!

Momento “quero ser adolescente”! Filmes que transpassam o limite de “filme indicado para maiores de…” e servem para toda e qualquer idade em toda e qualquer época.

SUPER 8 – É o E.T desta década. Faz você querer ser criança, morar nos Estados Unidos e ser filho de Spielberg! O filme tem tudo que a gente gosta: aventura, mistério, efeitos especiais, bicicletas, crianças destemidas, uma cidade limpa e com árvores, adultos legais, mocinhos e bandidos. Esse Steven Spielberg é um danado.

Alice no País das Maravilhas – Todo mundo já viu, eu sei. Mas, vai minha impressão mesmo assim: Alice é louca, o chapeleiro é surtado, o coelho é drogado, a rainha branca é uma dondoca e Tim Burton é um gênio. I rest my case!

É possível, improvável mas possível, que estes dois filmes tenham se tornado histórias incríveis depois dos 50 minutos de exibição. Não posso afirmar porque desisti (dois dois) aos 45 minutos do primeiro tempo.

Não gosto de desistir de um filme na metade. Insisto, dou uma segunda chance, apelo para o elemento surpresa.

Mas, quando você começa a olhar a barra de rolagem do computador para ver “quanto tempo ainda falta pra aquela merda acabar”, não é um bom sinal.

O Garoto de Liverpool – já começa com um erro grave: a tradução do título! O original é NOWHERE BOY, que significa Garoto de Lugar Nenhum. Lugar Nenhum é bem diferente de Liverpool. Bem diferente. Lugar Nenhum e Liverpool não estão nem no mesmo continente.  Passada a frustração da tradução, o filme é ruim. O ator é ruim. A direção é péssima. Gosto de John ( o filme conta a história de John Lennon antes dos Beatles) e estava super afim de conhecer um pouco mais sobre o cara que mudou a música mundial mas, pelo roteiro, John era um chato babaca. Pra não começar a odiar os Beatles por tabela, parei de assistir com 40 minutos de história. Se ficou bom depois não sei, não quero saber, tenho raiva de quem sabe.

INCEPTION - O filme é “quero ser Matrix quando crescer”. Junta muita ficção com muito efeito especial e um história confusa e mal resolvida. Parei de assitir com 43 minutos. Vai que depois se transformou num filmão! Duvido.

Então agora o TORRENT e o ISOHUNT são meus mais novos amigos de infância. Se tiver online eu baixo, assisto e depois conto aqui.

Também aceitos sugestões de filmes incríveis.

40 thoughts on “10 filmes para assistir nas férias (e 2 para não assistir)!

  1. Heloísa disse:

    Você já assistiu ‘Dançando no Escuro’ de Lars Von Trier? Recomendo, pra mim, um dos melhores dele, triste e lindo.
    ‘Frida’ sobre Frida Kahlo, é lindo também.
    ‘Bastardos Inglórios’, recomendo e também recomendo ‘Cinema paradiso’ (não é novo, assisti nessas férias, chorei o oceano inteiro).

  2. Téta Barbosa disse:

    Já assisti todos esses Heloísa. Mas, valeu as indicações. bjsss

  3. Lívia disse:

    Nossa, Téta, muito boom esse post! Como estou de férias, normalmente assisto um filme por dia. =)
    Adorei vc ter falado de Melancolia, já baixei a muito tempo só não sabia se querias assistir, mas agora vai!!
    Olha, quando tiver um tempo, dá outra chance pra Incepcion, sério, não tem nada a ver com matrix ( tirando os efeitos especiais que, no caso, tem um porque). Realmente é meio dificil de entender, o enredo é MUITO denso, mas é sensacional, eu juro. hehehe
    Ahhh, se é pra dá sugestões, lá vai:

    “Drive”, com Ryan Gosling e Carey Mulligan.
    “Blue Valentine”, o dia depois do ~Felizes para Sempre~ que a gente costuma ouvir nas historinhas.
    “Edith Piaf”, filme lindo.
    “Roman Holiday”, traduzido aqui com “A princesa e o Plebeu”, o melhor filme pra mim de Audrey Hepburn.

  4. Fiquei feliz em colocar-te lá na vitrine da CASA…gosto muito de teu blog.
    Apenas uma ligeira correção: john e não jonh. OK?
    Grande abraço e passa lá na CASA se puderes…

  5. Larissa Constantino disse:

    esse Nowhere boy, tinha baixado, tava ate animada mas ja desisti – melhor voltar a ver ‘Across the universe’ com as versões legais dos Beatles KKKK

  6. Lu Borges disse:

    Hahahaha. Adorei a referência á minha pessoa. Menina, como tu não gostou de A ORIGEM? Reveja aí, preste atenção num dos caras recrutados por Di Caprio (que é uma lapa). rsrsrsrs. E ó, quero uma camiseta I LOVE WODDY ALLEN também.

  7. Raíssa. disse:

    A Pele Que Habito, de Almodóvar. É genial!
    Perfume: A História de um Assassino, de Tom Tykwer. Intrigante!
    O Pequeno Nicolau. É inusitavelmente engraçado!
    Adaptação, de Spike Jonze. Roteiro foda.
    Na Natureza Selvagem, de Sean Penn. Meu filme favorito.

  8. Wesley Prado disse:

    Aê, alguém que não gostou de A Origem!
    Téta, perdesse nada. Eu fui mais guerreiro, assisti até o fim, mas o que vi foi uma pedrinha embrulhada como um diamante. Sempre digo quando comento a respeito desse filme: ótima propaganda, filme razoável. E nada mais.

  9. Vanessa disse:

    Muito legal as dicas….muitos assiti tb, mas tem outros que não vi ainda!!! Tb adorei a dica do TORRENT e o ISOHUNT! Vou checar com certeza! Tive que assistir Inception 2 vezes …na verdade assisti as duas vezes direto, uma atrás da outra! Na segunda vez foi entendi um monte de coisas que tinha ficado no ar da primeira… mas terminei gostando, especialmente dos efeitos…. mas concordo que algumas coisas ficam confusas… e que não bate The Matrix.
    Muito legal as dicas que a galera está colocando nos comments tb!!!
    Amo Allen… Vicky Cristina Bracelona – divino. Midnight in Paris – maravilhoso – saí do cinema flutuando de tão gostoso que foi assitir esse filme!

  10. Téta Barbosa disse:

    Amando as dicas! Meu isohunt vai fazer plantão esse fim de semana.

  11. ju disse:

    menina, o tal do Von Trier não me desce, não tem jeito…

    se sua lista de filme está dois anos atrasada, recomendo:
    A single man – direção de Tom Ford (o cabra é phoda! sabe fazer filme até melhor do que faz roupa)
    Gainsbourg: o homem que amava as mulheres

  12. Vanessa disse:

    Ixi que português podre de ruim, o meu! De cara larguei: “Muito legal as dicas…” Cadê a concordância?? Talvez minha ideia inicial era dizer: ‘Muito Legal! Adorei as dicas” — kkkkk sem desculpa, mas mesmo assim deixo aqui meu pedido de desculpas… agora vamos lá… ‘Muito legais as dicas!’ É assim o certo, né? (xiiii, bateu insegurança)

  13. Valentina disse:

    Falando em imagens…Grande Angular (Continho) – A Maria Farinha saiu do buraco. Os olhinhos buliçosos, inquietos, logo varreram… http://tmblr.co/ZRNquxEg7rrU

  14. Alice disse:

    Tava achando a lista super válida até ver os filmes q vc não gostou kkkkkkkkkkkkk “A origem” é ótimo!!! isso invalidou todo o post! ahahahhahahahaha

  15. Marcello disse:

    Olá Téta, gostaria de falar sobre o filme “O Garoto de Liverpool”, na verdade a tradução que foi feita é mto melhor do q o titulo original, ja que John era de Liverpool e não de lugar nenhum.

    Eu ja assisti o filme, inclusive achei excelente, sou formado pela New York Film Academy e sou diretor de cinema.

    Acho que você deveria ter um pouco mais de respeito sobre a obra, pois todos temos o direto de não gostar de um filme isso é normal, mas para poder criticar a direção, os atores e o filme no total, é preciso no minimo ver o filme até o final e não apenas os primeiros 40 minutos, E PRINCIPALMENTE TER ESTUDADO CINEMA.

    Outra coisa é sobre John Lennon, realmente foi o cara mais importante do cenário músical do qual eu sou um grande fã.

    John não é mostrado no filme como um babaca e sim como um rebelde e se vc procurar se informar um pouco mais descobrirá que John realmente tinha um lado rebelde na adolescencia por ter uma infância mto perturbada, tendo que lidar com conflitos psicológicos muito complexos pois era criado pela tia e não pela mãe, sem nem saber o porque, sem nem saber aonde se encontrava o seu pai biológico.

    Adorei sua postagem, mas creio que você pisou na bola em relação a este filme, mas como dizem opinião cada um tem a sua.

  16. Matt disse:

    Eu assisti Never Let Me Go no começo desse ano, baixei só por baixar e putz … me apaixonei … O filme é ótimo a história, os atores tudo … Gamei nele. Recomendo!

  17. Carlos disse:

    Você deveria ver Inception de novo! O filme e realmente um dos melhores que já vi.
    Os seus detalhes se bem percebidos, servem no final do filme para uns 30 40 minutos de conversa sobre o final do filme.

    Abraços e obrigado pelas dicas.

  18. Bruno disse:

    Se ainda não assistiu Inception assista, vale a pena e rende muita conversa pós filme.

  19. fabiano disse:

    Eu assisti ao filme “O Garoto de Liverpool” INTEIRO e achei muito bom. Não é um filme fabuloso, mas vale a pena ver. O John Lennon realmente parece o ‘mala’ a que você se referiu, mas só assistindo tudo para ver. Ele era um rebelde e não um mocinho de conto de fadas. Afinal, a vida dele na infância e na adolescência é tão cheia de traumas e sofrimento que é digna de um filme mesmo.
    E Melancolia é muito bom mesmo.

  20. Timóteo Greff disse:

    Poxa téta…
    Inception (A Origem) é um tremendo filme, recomendo vc olhar e re-olhar o mesmo, o filme trata o tema dos “Sonhos Lúcidos” da “Incubação de Sonhos”, dá muito pano para a manga…

    Fica a dica…

    E Mais, muito bacana a postagem…

  21. Luan Mateus disse:

    O Filme inception é um dos melhors filmes da época. É sim baseado em Matrix, e é realmente um filme confuso, assista prestando atenção nos detalhes. é um filme para quem sabe assistir filme.

  22. edu disse:

    espero que melancolia melhore depois de 73 minutos de filme pq até agora a única coisa do filme é que eu quero matar a justine.

  23. Vinicius disse:

    Um ótimo filme para se assistir nas férias além dos já citados é o filme O Artista, que dramatiza a transiçao do cinema mudo para o falado e e suaviza o enredo com a melodiosa trilha sonora, também com um ótimo ator como Jean Dujardin não podia-se esperar menos. Recomendo para todos os publicos

  24. Thiago Braga disse:

    Eu estava muito interessado na sua opinião até… você dizer que o filme INCEPTION é ruim. Juro que fiquei 1 dia sem ação depois de ter assistido o final. O filme já é complexo e depois fica mais ainda. Não se empolgar após ser surpreendido por varias cenas de explicações desse filme é triste. resumindo: o filme é muito bom. :/ decepcionei!

  25. Aly disse:

    Queridas, poderiam me indicar algum site para eu fazer o dowloand dos filmes? Em geral, assisto pelo youtube, mas gostaria de ter outra opção. Obrigada
    Filmes que assistir e adorei: A pele que habito; Bodas de papel; A prova de fogo… Não lembro de muitos, mas os que eu gostar irei indicam. Bjos

  26. davi disse:

    Velho, vou te falar que inception é um filmasso pois no final é explicada toda a história por trás dos problemas com sonhos e a inserção é feita de maneira muito dramática, fica foda demais

  27. EU disse:

    Filme é igual a gosto musical: não confie no dos outros, tenha o seu próprio. Eu amei demais A Origem. Além do filme ser muito bonito possui também um enredo incrível e que precisará ser assistido no mínimo duas vezes para uma compreensão mais ampla, porque completa o Christopher Nolan não ia deixar mesmo.

  28. nailton disse:

    assisti o filme MENTE BRILHANTE, A ORIGEM , O LIVRO DE ELI, PRENDA ME SE FOR CAPAZ, e também tem uns comedia romântica que eu e muito bom, AMOR E OUTRAS DROGAS, A VERDADE NUA E CRUA,AMIZADE COLORIDA, A PROPOSTA, são filmes muito bons.

  29. John disse:

    nunca vi tanta besteira num mesmo post kkkkkkkk ow vai caçar um serviço vagabundo kkkkkkkkk

  30. alanys disse:

    nossa estou amando isso…. !

  31. Ray disse:

    infelizmente bloquearam o site q vc indicou :/
    fiquei super interessada em assistir alguns dos filmes …
    vc já assistiu Pear Harbor? é muito bom, vale a pena conferir. ;)

  32. cecilia disse:

    Realmente , o filme Pearl Harbor é ótimo mas tem um final meio triste

  33. Vinicius disse:

    Dica, nunca pare de assistir um filme, vc acaba tendo uma imagem ruim sobre ele, a nao ser que seja muito ruim mesmo. A Origem e um filme muito bom, so que se nao presta atencao o tempo inteiro vc fica para tras e nao acompanha a partir daquele momento. Te recomendo a assistir de novo, e muito bom.

  34. Karla disse:

    Cara, o Inception não tem nada a ver com Matrix, para mim vai até além dele. E é muito bom sim, porque não da uma segunda chance para ele? :) eu gostei tanto que comprei até o DVD.

  35. caetano disse:

    Sinceramente nao entendi porque você nao gostou de inception…é um filme inteligente que tem q ser assistido até o final para fazer sentido.

  36. vanessa disse:

    que filmes bons

  37. Eu disse:

    Assista o filme todo. Antes de falar mal. Rum

  38. tarciano disse:

    A origem é um bom filme acho que você não entendeu, ele é um dos melhores filmes que já vi, e não tem nada haver com matrix mas sim com a filosofia de castañeda . otimo filme nota 8 :D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>